Um breve história do Facebook

Um breve história do Facebook

 

A rede rede social Facebook  foi lançada em 2004. De acordo com a própria rede:
O Facebook foi lançado em 2004 como uma rede para conectar estudantes universitários no mundo todo. Ele evoluiu nos anos seguintes e começou a incluir pessoas sem endereços de e-mail com domínio de universidade para que todas as pessoas no mundo pudessem se conectar.
Fonte Facebook Blue Print
Sua missão é fazer as pessoas se conectarem, compartilharem e fazerem descobertas junto com os amigos e a família. Proporcionamos experiências personalizadas para as pessoas e mensagens personalizadas para as marcas.

 

A evolução do Facebook

Como o passar do tempo, a empresa percebeu a oportunidade de negócios: conectar as empresas com as pessoas relevantes para elas. Assim, passou a desenvolver estratégias de marketing mensuráveis; investindo em ferramentas de análise que produzissem dados úteis.

Fonte Facebook Blue Print

2006

  • Grupos patrocinados

    No ano de 2006, a rede social lançou os grupos patrocinados, para conectar os usuários com as marcas que eles adoram. Essa seria uma oportunidade de se monetizar com a ferramenta, permitindo que grandes empresas pudessem fazer marketing diretamente com os usuários, através dos grupos patrocinados. Tempos depois com o surgimento do com o Feed de Notícias, o Facebook percebeu que poderiam haver outras maneiras de conectar marcas às pessoas.

  • Anúncios do Facebook

    Agora, além de conectar as empresas aos clientes em potencial através de grupos, feed de notícias, o Facebook trouxe outra grande ferramenta de marketing online: os anúncios na plataforma – um anúncio pode aparecer na coluna da direita do Facebook quando é visualizado no desktop. Esse formato foi admitido, pois a rede buscou por um método menos invasivo junto aos usuários, enviando a informação certa sobre as compras que as pessoas querem fazer, quando elas querem fazer.

2007

  • Páginas do Facebook para Empresas

    Em 2007, foi lançado mais uma nova ferramenta para as empresas se divulgarem junto à rede: através da criação de Páginas do Facebook. Com perfis diferenciados e personalizados para negócios, bandas, celebridades e outras pessoas que desejavam se representar na rede. Dessa forma, as pessoas poderem agir de forma mais ativa junto as suas marcas preferidas.

    Exemplo de Página no Facebook em 2007
  • Botão Torne-se um fã

    Junto às Páginas do Facebook, havia o botão Torne-se um fã, para mostrar a interação dos usuários com a página, promovendo com uma espécie de ranking a página com mais fãs.

    Botão Torne-se um fã

2008

  • Anúncios de envolvimento

    Como o foco na interação do usuário com a ferramenta; em uma sociedade onde os consumidores se tornam cada vez mais ativos, a empresa permitiu que os usuários se envolvesse com os anúncios. Dessa forma,  podiam fazer comentários, compartilhar brindes do anúncio com amigos ou se tornar fãs do produto ou da empresa, gerando uma notificação no Feed de Notícias delas.

    Exemplo de anúncios com envolvimento

2009

  • Botão Curtir

    Em 2009, houve a evolução do botão Torne-se um fã para o Botão Curtir. O objetivo era que as pessoas iniciassem uma conexão com marcas e empresas favoritas curtindo a Página delas. Em consequência, o recurso aumentou a adesão a campanhas e a repercussão das marcas.

  • Direcionamento de conexões, geográfico, de idioma

    Também em 2009 foram apresentados novos recursos de direcionamento de conexões, permitindo as empresas selecionarem os usuários que receberiam os anúncios de acordo com o idioma, gênero, local de trabalho, localização geográfica, nível de escolaridade, idade, status de relacionamento e até por palavras-chave do perfil.

    Os anúncios direcionados também podem ser exibidos para todos os usuários que estão conectados com a Página ou os anúncios de uma empresa no Facebook. Essa expansão permitiu que os anunciantes estendessem o orçamento publicitário, sem deixar de tornar os anúncios significativos (Facebook Blue Print).

2012

  • Anúncios no Feed de Notícias

    O Facebook incluiu a possibilidade de posicionar anúncios no Feed de Notícias para as pessoas que já estavam conectadas a empresas por meio das Páginas do Facebook. Esses anúncios eram menos formais e mais pessoais (Facebook Blue Print).

    O que é o Feed de Notícias?

    • O Feed de Notícias é um fluxo renovado com atualizações de status, fotos, vídeos, links, atividades de aplicativos e curtidas de pessoas, Páginas e grupos que você segue no Facebook.
    • O objetivo do Feed de Notícias é apresentar o conteúdo certo para a pessoa certa, no momento certo, para que ela não perca as histórias que mais interessam.
    • Os anúncios aparecerão no Feed de Notícias entre todos os conteúdos publicados pelos amigos e parentes da pessoa, sejam fotos de casamentos ou imagens dos bebês da família. Lembre-se da importância da experiência que a pessoa tem no Facebook e crie uma interação positiva com ela por meio dos seus anúncios.
    • É um lugar para as marcas serem exibidas porque é o único local em que os anúncios podem aparecer nos dispositivos móveis.
    • Preservar essa experiência orgânica no Feed de Notícias, especialmente nos celulares, em que o anúncio preenche totalmente o dispositivo, é essencial para o valor do Facebook para os profissionais de marketing
    • IMPORTANTE: Também deixamos de usar as métricas de curtidas, comentários ou envolvimento para determinar o sucesso de uma empresa. Em qualquer tipo de anúncio no Feed de Notícias, incentivamos os profissionais de marketing a se concentrarem nos resultados relacionados aos negócios, como reconhecimento da marca, preferência, fidelidade e vendas. (Facebook Blue Print).
  • Anúncios de publicação na Página não conectados

    Essa atualização dos anúncios no Feed de Notícias permitiu que os anunciantes compartilhassem anúncios com qualquer pessoa a quem quisessem direcionar, inclusive quem não estava conectada à marca. O botão “Curtir” foi incluído no anúncio para que as pessoas pudessem se conectar instantaneamente com as marcas e empresas importantes para elas (Facebook Blue Print).

  • Públicos Personalizados

    Os Públicos Personalizados foram uma ferramenta poderosa que o Facebook lançou em 2012. Os usuários do Power Editor podiam carregar dados em massa, como emails, números de identificação dos usuários ou números de telefone, e criar um Público Personalizado direcionado. Eles permitiram que os anunciantes conectassem o Facebook a dados coletados fora da plataforma e continuam a gerar campanhas direcionadas de sucesso no Facebook até hoje (Facebook Blue Print).

2013

  • Categorias de parceiros

    Em 2013 form introduzidas as Categorias de parceiros junto a rede social.

    Elas permitem que os anunciantes façam o direcionamento para as pessoas certas tendo como base a atividade delas fora do Facebook. Por exemplo, empresas automobilísticas poderiam usar dados offline de provedores de dados de terceiros para direcionar anúncios a pessoas cujas ações indicassem que elas estariam interessadas em comprar um carro novo (Facebook Blue Print).

2014

  • Instagram

    Em 20014, o Facebook adquiri o Instagram, buscando com a aquisição  oferecer aos anunciantes mais oportunidades de conseguir alcançar seu público-alvo.

2015

  • Vídeo 360

    Em 2015, o Facebook ofereceu aos seus usuários fotos e vídeos em 360, para compartilhar histórias, lugares e experiências com seu público, de forma mais criativa.

2016

  • Facebook Live

    O Facebook Live permite que as pessoas façam transmissões em tempo real para todo o mundo por meio de dispositivos móveis. É uma maneira fácil e eficaz de todos, inclusive pessoas famosas e veículos de notícias, se conectarem com o público e mantê-lo informado por meio de transmissões de vídeo ao vivo. É possível transmitir ao vivo de Páginas, perfis, grupos ou eventos (Facebook Blue Print).

  • Instagram Stories

    O Instagram Stories permite que as pessoas capturem e compartilhem momentos do cotidiano assim que eles acontecem. Quando a pessoa compartilha várias fotos e vídeos, eles aparecem juntos como uma única história, em formato de apresentação multimídia. As fotos e os vídeos desaparecem após 24 horas e não aparecem na grade do perfil nem no feed (Facebook Blue Print).

Alguns dados interessantes, segundo Informe de rendimentos do Facebook – 2º trimestre de 2016:

  • Mais de 1 bilhão de pessoas usa regularmente o Facebook em dispositivos móveis todos os dias.
  • Mais de 1,5 bilhão de pessoas acessa o Facebook em dispositivos móveis por mês, um aumento de 21% desde o ano passado.
  • Até 2020, 75% de todo o tráfego de dados móveis será de vídeo.
Um breve história do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *